• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Lojinha
  • Contato
  • English

Shorts


Mas não serei hipócrita: tenho um short nesse estilo e até gosto bastante dele. Só fico com medo de usá-lo ao passar perto de algum ferro velho. Vai que tem aquele imã gigante que a gente vê nos filmes, e o campo magnético acaba atraindo os 79 zípers dos meus bolsos traseiros. Não quero ficar lá pendurada pelas nádegas até chegar ajuda.

Impressionar


Escrevi o texto original dessa tirinha com "Responda e o impressione" no segundo quadrinho. Quando fui usar a regrinha do "mesmo que eu <verbo>" pra saber se o imperativo estava certo, descobri que era exatamente o contrário: "Responde e o impressiona". Um detalhezinho bobíssimo, mas essencial para a conjugação verbal correta se eu quisesse usar a segunda pessoa. Minha conclusão: devemos todos ter orgulho de nós mesmos só por morarmos no Brasil e conseguirmos nos comunicar, porque Português é uma língua difícil pra casseta.

Consumidora



A desculpa queridinha das empresas prestadoras de serviços: "É culpa do sistema". "O sistema tá fora do ar", "O sistema não permite", "O sistema é assim mesmo", "O sistema demora 3 meses pra verificar o valor". Coitadinho do sistema, sendo usado como bode expiatório para justificar qualquer abuso ao consumidor.

Show


Uma vez tinha uns caras tão grandes na minha frente que eu acho que os ouvi discutindo sobre a melhor maneira de se cozinhar um hobbit.

Dizendo adeus


Pra completar minha semana com tendinite, segue mais uma tirinha que fiz para um dos concursos do Ideias Ilustradas. Postei essa sozinha porque a acho especial. No início, minha intenção com ela era fazer algo para as pessoas que já tiveram que dizer adeus a alguém. Acabou que no final ela ganhou inúmeros novos significados nos comentários do concurso. De qualquer jeito, não consigo deixar de sentir saudade daquela época doce da infância, quando éramos crianças tão inocentes e ao mesmo tempo tão maduras. 

E pra vocês, o que essa tirinha quis dizer?

Coletânea "Ideias Ilustradas"



















Na última semana minha mão doeu um pouco por causa do esforço e acabei não conseguindo fazer uma tirinha nova pra esse domingo. Pra tentar compensar, postei algumas das que fiz nos concursos do Ideias Ilustradas, já que sei que a grande maioria de vocês nunca as viu.

Agora, com licença, que preciso voltar a usar o mouse com a mão esquerda. Não que eu me importe com a dificuldade - estou até gostando. Considero isso meu treinamento em ambidestria pra quando eu for escolhida pra virar super-heroína. Porque fala sério: combater o crime e as forças do mal usando uma arma em cada mão vai ser muito mais legal do que usando uma arma só. Ai, ai, espero que o apocalipse robótico-medieval chegue logo. Eu vou ser super maneira!

Este é alguém


Pensei nessa tirinha depois que li essa reportagem com o criador da página "Este é alguém". Apesar de ele parecer educado e não querer ofender a ninguém, os comentários da notícia eram assustadoramente agressivos, tratando a página dele como "um câncer na internet". E todo esse ódio era só porque ele usou o meme do "That feel" e criou outro sentido pra ele - que, a meu ver, não anula o original (também o acompanho há anos e não vi problema). Fico boba ao descobrir que em pleno Brasil, o "país da zueira", tem gente ditando manual de etiqueta pra usar um meme da forma "correta". "Quero colar esse trollface aqui nos comentários, deixa só eu checar as normas ABNT pra não chegar nenhuma multa lá em casa". Oi?

Raspa de bolo


Eu tinha desenvolvido uma técnica infalível para comer bolo enquanto ficava no computador sem ter que usar as duas mãos. Eu cortava ele em cubinhos, colocava num pote e comia de hashi. O bolo não despencava e ficava fácil de comer. Era prático. Rápido. Eficaz. Pena que a população asiática descobriu e agora eu estou apodrecendo em uma masmorra chinesa por ter insultado seus ancestrais.