• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Lojinha
  • Contato
  • English

Retrospectiva 2013

 

Assim como eu não sabia o que colocar nessa tirinha, também não sei o que comentar aqui, então vou falar de algo completamente aleatório: o mistério dos coqueiros no topo dos morros. Se a semente do coqueiro é o coco, como existem coqueiros no alto dos morros e montanhas? Algum animal ou passarinho bombadão subiu com o coco até lá em cima? Ou será que os coqueiros já estão lá desde muito antes de as montanhas existirem, e "subiram" quando elas se formaram? Nossa, isso me incomoda há anos. Alguém tem alguma resposta??

Milagre de Natal


Porque até os focados na dominação mundial se permitem um pouquinho de amor natalino.

Feliz Natal, seus lindos! 

E obrigada por me acompanharem até aqui!
Que estejamos juntos de novo no Natal do ano que vem. °ᵕ°

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=601695179884951

Esperando o Natal


O amor é complicado. E você não escolhe quando amar. Você ama, mesmo que isso vá te fazer sofrer. Mesmo que você saiba que deve se afastar. O amor continua, até quebrar cada pedacinho de você. Ah, Chocottone. Toda vez que o abro e vejo seus raros pingos de chocolate ressecado tão diferentes da embalagem, engulo um suspiro de decepção. No entanto, não consigo parar de comê-lo. Qual é o problema com o meu coração?!

Ob.: Sim, eu sei que postei esse comentário na fanpage ontem, mas é que era tão pertinente com a tirinha que achei legal imortalizá-lo aqui.

Início de verão


Mas o que me preocupava na hora de fazer essa tirinha não era a densidade populacional de centro urbano chinês dos mosquitos aqui de casa. O meu problema foi que, no quadrinho final, eu queria escrever "Brace yourselves. Mosquitos are coming.". Sim, mosquitos sem o "e", porque eu achava mais engraçado usar uma palavra em português no meio da frase em inglês. Só que ia ter tanta gente incomodada, achando que eu tentei escrever tudo em inglês e esqueci o "e", que acabei optando por deixar assim. Melhor evitar a fadiga.

Indefinida


Essa tirinha é um apelo para que as pessoas parem de esperar das outras comportamentos 100% lógicos e plausíveis (e crucificá-las quando não são assim). Não superestimem a racionalidade do ser humano; ainda somos animais que frequentemente agem sem pensar. Nem sempre o que acreditamos, falamos ou fazemos faz sentido. E, pra piorar, estamos sempre em transformação. É complexo, mas é normal.

Ob.: porque de vez em quando eu posso variar um pouquinho do humor, né? 

Ob.2: Pra quem quiser ver a ilustração um pouquinho maior, postei ela aqui.

Enchente


"Os carros são como as lanchas, as motos são como os jet skis, e os pedestres são como os banhistas". O redator que escreveu isso é um gênio da crítica social disfarçada.

Assinaturas


Fico me perguntando quando é que eu vou virar "adulta de verdade" e ter uma assinatura assim. Será que da noite pro dia meu nome virará um rabisco, e eu subitamente irei querer constituir uma família e aplicar ações na bolsa de valores? Será que em uma manhã qualquer eu acordarei parando de entender sitcoms americanos e passando a achar graça de Zorra Total?!

Colar


Se colar já não é legal, colar e se gabar é simplesmente o cúmulo. Quando é que a nossa sociedade distorceu tanto os seus valores a ponto de fazer estudar e se esforçar virar coisa de otário? Quando é que as pessoas passaram a mascarar preguiça, burrice e babaquice sob a máscara da esperteza para torná-los motivo de orgulho?

Ps.: Coloquei-os em um ambiente sem uniformes dessa vez porque reparei mais nesse tipo de comportamento quando eu estava na faculdade.

Borboletas


Sim, fiz a animação da mão da Niazinha aceitável, mas não na velocidade exatamente certa, o suficiente para perturbar os sentidos de vocês e os hipnotizar. (Mentira, fiquei com preguiça de melhorar, mas vamos fingir...)

Mudando de assunto...

Já viram nossa Gincana de Natal?

O Como eu realmente e as meninas dos blogs Recanto da Mi, Mais que livros, Diário da Alvorada, e Por uma boa leitura preparamos provas divertidíssimas no clima natalino desse dezembro. São desafios pra vocês abusarem da criatividade (e nos impressionarem com suas ideias doidas), e no final haverá ainda o nosso Mega Sorteio de Natal.

Ah, e entre o monte prêmios estão duas chances de ganhar uma ilustração sua feita por mim no estilo do Como eu realmente. Gostaram? Vejam mais informações no banner do Face e participem!