• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Lojinha
  • Contato
  • English

Gato confabulando


O Laboratório de Dexter era um dos meus desenhos favoritos quando criança. Eu assistia todos os dias, às 9 da noite. As situações inusitadas provocadas pela Dee Dee e suas respectivas soluções orquestradas pelo Dexter eram absurdamente criativas e estimulantes para a minha imaginação, e os  temas científicos e culturais interessantíssimos abordados sempre me ensinavam alguma coisa - além do Omelette du Fromage. Eu era uma criança mais inteligente ao final de episódio.

Mas aí 9:30 começava A Vaca e o Frango e eu ficava burrinha de novo.


Lendo antes de dormir


E você só consegue dormir quando as páginas acabam e fica literalmente impossível continuar lendo. O problema é quando o livro que te viciou é algo como O Senhor dos Aneis volume único, né. Aí, quando finalmente acaba e você levanta os olhos, muuuitos anos depois, é quase o mesmo que sair de um coma. Você se sente mais velha, vê o mundo com outros olhos, os familiares estão todos chorando em volta da cama... "Ela voltou pra nós, ela voltou!!" Todos se abraçam e tal. "Mas, mãe, ainda falta ler o Hobbit, o Silmarillion, os Contos Inacabanos..." E a família desaba no choro de novo. "Buááá! Meu Deus, salva a minha filhinha desse vício que são os livros!"


Sendo fã


Eu sei que a tirinha ficou parecida com a sobre impressionar alguém, mas eu simplesmente tinha que fazer a versão específica pra quando você mancha a sua reputação na frente do seu ídolo. Esse sentimentozinho de desprezo próprio e "quero abandonar a civilização e virar au pair dos saguis na Mata Atlântica pra nunca mais ter que encarar o desprezo silencioso nos olhos de outro ser humano" merecia muito ser eternizado por aqui.

A ideia na verdade foi da Babi Dewet, a autora na tirinha. Pra quem não conhece essa menina super Pop na web, vale dar uma passadinha lá no site dela. Ela é escritora, professora, blogueira, vlogueira e viajante do tempo - porque só roubando algumas horas a mais por dia que alguém consegue fazer tanta coisa assim, hahahahahah.

Ela tentou fazer a versão inversa da tirinha ontem. Eu estraguei tudo. Deixei aí embaixo pra vocês rirem. (O Instagram que eu dei pra ela marcar está errado, porque eu sou meio burrinha. O meu certo é Fernanda Nia. ​°ᵕ°)

Livros de faculdade

 

E às vezes eles pedem trabalhos de livros que nem estão no material didático. Quando fazem isso, tenho bastante certeza que os professores se reunem na sala deles e assistem pelas câmeras de segurança à árdua batalha dos alunos correndo escada abaixo e se mutilando para conseguir alugar os últimos exemplares da biblioteca, com narração de corrida de cachorro e tudo. Hum, acho que só agora entendi o porquê de todas aquelas armas e espadas "esquecidas" pelas mesas no outro dia. May the odds be ever in your favour, alunos.


Telefone com a mãe


E estou tentando terminar a ligação até hoje. O loop já se repetiu tanto que dava pra recitar pelo menos umas 87 vezes o Cão Arrependido, com todas as suas 44 estrofes.

Bônus: Primeiro Vine do Como eu realmente, hahahahah. E se vocês ligarem o audio dele poderão conferir a minha SUPER dublagem também! ("Niazinha, como dubladora você é uma ótima cartunista...")



Bônus 2: Para aqueles que pediram (vocês são malucos, hahahahah), segue o toque de celular. É só clicar no botão "download" embaixo do player.


Formigas

 

Teve um dia aqui em casa que tinha formiga até no sal - JURO PRA VOCÊS. Estavam desesperadas, tadinhas. Se bem que, pensando melhor, as formigas daqui são legítimas brasileiras malandras. Elas provavelmente estavam embalando o sal em pequenos pacotes para vender como "açúcar importado" para as outras formigas mais desavisadas da vizinhança.
 

Comprando online


O que não faria sentido, se você parar pra pensar. Raciocina: eu estou mandando vir da CHINA, do OUTRO LADO DO MUNDO, a mais de 15 MIL KM de distância, uma única capinha de celular porque eu não quero pagar mais de 10 reais pro camelô na rua. Pão dura desse jeito, por que BOLINHOS um ladrão acharia que eu tenho algo de valor pra ser roubado?

(Se eu disser que faço tirinhas na internet, então, eles até me dão dinheiro, com pena. "Poxa, a gente não sabia, foi mal. Toma aqui 2 reais, filha, vai comprar um pastel pra comer...")