• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Lojinha
  • Contato
  • English

Fã ou poser


Apesar de achar que mulheres sofrem mais esse tipo de preconceito (como nesse texto lindo da Jéssica Caroline), principalmente em universos predominantemente masculinos como quadrinhos e games, reconheço que isso acontece com pessoas de todos os gêneros. Poxa, gente. Quando é que ser fã de algo virou competição? Por que algumas pessoas se sentem bem desmerecendo o fandom de outras? Além disso, não é como se você precisasse saber tudo de determinado universo pra ser considerado fã de verdade. Se fosse assim, ninguém seria fã de Tolkien, porque é humanamente impossível decorar os 50 nomes diferentes em cada parágrafo do Silmarillion.

Ob.: Não conhece a Mulher Bolinho? Olha ela aqui embaixo!



Fotos de gatos


Isso quando ela não vira a cara e simpesmente vai embora (como aconteceu no vídeo da minha entrevista para a Editora Nemo, aos 2:00). Srta. Garrinhas, como toda boa aspirante a governante mundial, sabe que tem uma imagem a zelar perante seus futuros súditos/escravos. Isso significa nunca passar felicidade, beleza, simpatia ou qualquer outra dessas "fraquezas fúteis" das criaturas inferiores. Srta. Garrinhas leu O Príncipe. (O de Maquiavel, não o pequeno. Porque tem gente que confunde.)


Vídeos de mim [e entrevista!]


As pirâmides do Egito e as minhas bochechas são algumas das poucas coisas perfeitamente visíveis a olho nu da Lua.

Essa tirinha foi uma ideia perfeita da Gui pra complementar o lançamento do meu (*joga confete para o alto*) vídeo de entrevista para a Editora Nemo! \o/ Hahahahah. Falei sobre as tirinhas do Como eu realmente e nosso iminente primeiro livro, que será publicado por essa editora linda em breve. Falta pouco, gente!! Enquanto isso, fiquem com o vídeo. Espero que gostem, apesar das minhas bobeirinhas! :)



Mercado na Páscoa


O preço dos ovos de Páscoa é um assunto delicado. Sim, eu já estudei muito Marketing na minha vida para entender que o preço de um produto não engloba apenas a matéria-prima - no caso, o chocolate. São infinitos fatores que somam no valor final: a matéria-prima, o salário dos funcionários, os custos de transporte, os impostos, e até os custos da comunicação que a empresa teve para transformar a marca daquele produto em algo que você deseje e que te dê benefícios emocionais na aquisição (exemplo simplista, a pessoa não compra um tênis de marca só para cobrir os pés, ela compra porque acredita que ter aquela marca fará ela se sentir uma "campeã"). Mas, quando vejo alguns ovos de Páscoa tão caros, não consigo imaginar que tanto custo é esse que apareceu ali. Eles contrataram socialites paulistas para as fábricas? Se eu comprar, vou sentir como se tivesse todas as respostas para o sentido da vida, do universo e tudo mais? Ou talvez... talvez seja tudo uma conspiração, e o Governo está secretamente incorporando nos ovos de Páscoa reagentes caríssimos capazes de estimular a produção de anticorpos contra zumbificação na população, em uma medida preventiva contra o apocalipse zumbi. Isso definitivamente explicaria o preço alto. Hum... É. Então com licença. Acho que preciso comer alguns chocolates.

Feliz Páscoa, bolinhos da Niazinha!

Ob.: JURO que, quando comecei esse texto, eu não fazia ideia que iria terminá-lo arranjando mais uma desculpa para comer chocolate. Parece que isso é tudo o que eu faço na Páscoa, hahahahah.


Visitas e gatos


Agora que Srta. Garrinhas é pop aqui no site, as visitas sempre perguntam sobre ela quando vêm aqui em casa. "E aí, cadê a famosa Srta. Garrinhas?" É difícil responder, mas juro que me esforço. Olho no relógio, anoto há quanto tempo o visitante chegou, considero o momento do dia, faço alguns cálculos nos dedos e, enfim, esboço a resposta aproximada mais sincera que eu poderia dar: "a essa hora, Srta. Garrinhas provavelmente já cruzou a fronteira para o Paraguai".


Mangá shoujo


Acho engraçado como, na maioria dos mangás shoujos (e histórias asiáticas em geral, como doramas), qualquer contato físico entre o casal do romance, mesmo que só um esbarrão, é raro e hiper ultra mega valorizado. Um beijo, então, demora uns cem capítulos, e ganha até página-dupla e replay de comemoração. Como garota ocidental, logo me pego querendo que tivesse mais. Mas talvez seja justamente a raridade o que torna cada toque tão especial. A antecipação e a expectativa temperam nossa experiência de leitura e aumentam os nossos ohnnnn's quando eles finalmente aparecem. (Com a exceção dos mangás que terminam trinta volumes depois sem nem um único beijinho. Pooooxa. Aí é pura decepção.)

Ob.: Pegaram a piada nerd escondida na tirinha? A gravidade de Júpiter é quase 3 vezes maior que a da Terra. Dificilmente alguma saia ou cabelo ficaria esvoaçante por lá.



Bônus 1: Postei a tirinha sem os textos e com a qualidade maior no Face e colei aqui embaixo. 
(Quem quiser me seguir também será muito bem-vindo. É que o Facebook tem escondido as publicações do Como eu realmente de alguns fãs, e por isso estou incentivando que sigam meu perfil pessoal. Assim vocês recebem as atualizações de tirinhas novas por ele também, quando a página falhar. Mas é só pra quem conseguir aguentar os meus outros compartilhamentos de bobeirinhas, hahahahah.)



Bônus 2: Salvei esse gif com o progresso da ilustração, para aqueles que gostam de desenhar (ou simplesmente tem a curiosidade de saber). Cliquem na imagem para vê-la maior.


Chat


Chego ao extremo do cuidado em mensagens digitais quando é para falar com alguém de quem sou fã. Preciso revisar cada palavrinha cinco vezes antes de clicar em enviar. Mas reconheço que pouca gente é assim. Ou pelo menos é essa a conclusão a que cheguei depois de acompanhar aquela página AjudaLuciano nas últimas semanas. As mensagens são sempre endereçadas a Luciamo, Lusiano, Luciabo e até a Luviano! Como que o pessoal se diz fã se não consegue nem acertar o nome do ídolo? Estão precisando aumentar o tempo do Soletrando no caldeirão do Hulk, ein, hahahahahah.

(Não fui paga pra fazer propaganda da página não, hahahahah. Eu que adoro! <3)

Grande anúncio!



É ISSO AÍ, GENTE!!! É com o peito estufadíssimo de orgulho que venho aqui anunciar a primeira edição impressa do Como eu realmente!!

A responsável pela publicação será a grande Editora Nemo, a quem eu devo mil agradecimentos e bolinhos por terem acolhido com atenção e carinho o nosso projeto, do qual a minha agente literária LINDA Gui Liaga foi a chave para que funcionasse.

Além de todos os agradecimentos que eu devo a vocês também, né, meus queridos leitores e leitoras. Sei que sempre digo isso, mas não tenho como não repetir: OBRIGADA, seus lindos! Foram VOCÊS que me incentivaram a seguir em frente de queixo erguido e me esforçar para chegar até aqui. ♥

Em breve terei mais informações para divulgar sobre o que virá no livro direitinho (além de tirinhas, DUH!), então fiquem ligados por aqui ou nas redes sociais do Como eu realmente (Facebook | Twitter).

Hihihihihihihih! *Super empolgada*


Caixa de papelão


Espera, a Srta. Garrinhas enxerga uma cama da Grifinória? Ahn?