• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Lojinha
  • Contato
  • English

Sonhos

 

E ainda tem essa tirinha sobre como realmente são os meus sonhos específicamente. A maioria deles são tão legais e épicos que meu inconsciente nem me coloca neles, pra não ficarem chatos.

A ilustração acima eu postei no Instagram e pedi sugestões de tirinha a vocês. Obrigada por todas, foram lindas! Teve gente falando de memórias, passados perdidos, lições de vida e várias coisas legais. Essa que eu acabei fazendo foi sugerida pelo Fex. Obrigada!




Curiosidade: o "não beba o café" é uma referência a uma das minhas piadas favoritas do seriado The Office.


Fangirls e ships


Regra número um de qualquer fandom: não importa o casal, SEMPRE haverá alguém para shippar. Mas quando você começa a encontrar fanarts sobre o casamento do Mario com o Sonic e o Sonic está "grávido", você percebe que mergulhou fundo demais nos abismos mais escuros do fandom. É hora de fechar o Tumblr e o DevianArt e voltar à terra civilizada para cuidar de suas novas cicatrizes emocionais.


Fangirls

 

Acho que o Facebook devia incluir entre as perguntas que moldam o perfil do usuário, como visão política, religão, esporte etc., quais são os ships favoritos da pessoa, porque isso diz muito sobre a sua personalidade, hahahah. "Diga-me a quem shippas que te direi quem és."

Obs.: Espero que tenham gostado da Fani Fangirl! Se bem que deve ser difícil não gostar. Todo mundo tem um pedacinho fangirl/fanboy dentro de si. 

Obrigada a todos que me ajudaram com o vocabulário, tanto no Face quanto no Twitter! <3 Pra quem não entendeu nada, fiquem com esse dicionário de fandom


Abraçar a mamãe


Minha mãe sempre diz que gostaria de ser um gato, porque assim suas filhas lhe dariam mais atenção. Me pergunto o que eu deveria ser para Srta. Garrinhas me perceber também. Uma lagartixa? Um fio de lã balançando na ponta de um graveto? Um pontinho vermelho de laser? A dominação mundial?


Produzindo conteúdo


Não importa o trabalho, tudo é sempre justificado quando você sabe que fez alguém sorrir. É ou não é, amigos blogueiros, escritores, desenhistas? É por isso que trabalhar para fazer o primeiro livro do Como eu realmente tem sido uma experiência tão deliciosa, apesar das noites em claro e dos frios na barriga com o nervosismo. Se é pra vocês, que sempre me apoiaram e me incentivaram, tudo vai valer a pena. :)

Novidades do livro!

A maioria de vocês já deve saber que o primeiro livro do Como eu realmente sairá em breve pela Editora Nemo, até porque teve tirinha de anúncio e entrevista comigo no YouTube. Não temos uma data precisa ainda, mas provavelmente sairá no mês de julho. Haverá lançamento no Rio de Janeiro e no mês seguinte, em São Paulo, quando estarei na Bienal do Livro. Ai, tô DOIDA pra conhecer vocês!!!

Quanto ao conteúdo, o livro reunirá algumas das melhores tirinhas aqui do site e diversas tirinhas inéditas para a publicação. SIM, também virão os textos de comentários com elas (sério, tanta gente pediu que até pensei em fazer o livro sem as tirinhas, hahahah)! Reescrevi e restruturei a maioria dos comentários, inclusive os das tirinhas que já apareceram aqui no site, para incluir novas piadinhas e bobeirinhas. Tem contos de "Crônicas da Niazinha" e tudo. Além dessas coisas, teremos ilustrações extras e outras brincadeirinhas que preparamos pra vocês.

Ai, ai! Aqui embaixo, um pedacinho de uma das ilustrações que virão no livro. Espero que se divirtam lendo-o tanto quanto eu estou me divertindo ao escrevê-lo! ♥


Bagunça para mães


Assim como em outras regiões com regimes governamentais semelhantes, como China e Coreia do Norte, é de bom tom que todas as residências sob domínio ostentem na parede pelo menos 1(um) retrato da Excelentíssima Grande Ditadora, Srta. Garrinhas.

Deixando as brincadeiras de lado, Feliz Dia das Mães para todas as mamães por aí! (Incluindo as de bichinhos. ​°ᵕ°)


Princesa


Além da falta de protagonistas femininas que são as heroínas de suas próprias histórias, ultimamente tenho torcido o nariz para outra caracteristica comum em romances clássicos por aí (incluindo os da Disney): amor à primeira vista. O casal troca um olhar e pronto, já estão apaixonados pela eternidade. Isso não é amor, gente. É pura atração física, baseada na camada mais superficial que um indivíduo pode ter, que é a aparência. Amor nasce quando você conhece as camadas mais profundas; quando você descobre as virtudes e defeitos de um outro alguém e aprende a admirá-los ou aceitá-los. Amor de verdade nasce com o tempo, não com um olhar trocado com um estranho do outro lado do salão.


Valor relativo


Em algum momento da história de nossa residência, herdamos um exótico vaso de vidro roxo. Rapidamente ele foi incorporado à decoração como lixeira da estante da sala. Algum tempo depois, descobrimos que o vaso era um autêntico Murano italiano antigo, feito com técnicas que pouquíssimas pessoas conseguem reproduzir hoje em dia. Aqueles brilhos amarelos entre as bolhas no vidro eram, inclusive, ouro. Ficamos boquiabertos, e, mesmo que fosse exatamente o mesmo objeto, passamos a olhá-lo de outra forma. A valorizá-lo. (...Mas ele ainda é a nossa lixeira. Uma lixeira bem chique.)


Ob.: Não tive muito tempo para fazer essa tirinha. Peço perdão se ficou confusa ou meio sem sentido.