• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Lojinha
  • Contato
  • English

Teletransporte

Para o que eu realmente acho que seriam usadas as maquinas de teletransporte caso existissem

Seria melhor ainda se existissem aparelhos de teletransporte portátil. Chega aquele conhecido que só fala contigo pra pedir favor absurdo: "Hey, Niazinha, eu precisava que alguém se jogasse do Cristo Redentor pra eu...". TZUUUM! *Niazinha aparece do outro lado da cidade, na segurança de seu lar*.


https://www.facebook.com/events/718517128277933

Lugares mais frios

O que realmente acontece sempre que viajo para alguma cidade mais fria que a minha

Pra quem gosta de maquiagem, deve ser tão bom morar em lugares frios, onde você pode passar a tinta que for que nada escorre pelo seu rosto como se você fosse aquela vela derretida que a sua avó acendia quando faltava luz em Miguel Pereira. Aqui no Rio de Janeiro, se eu passo um delineador no verão, em vinte minutos tá o Ibama correndo atrás de mim achando que sou um panda traficado ilegalmente para o Brasil.

Obs.: Falta uma semana pra Bienal do Rio! Nos vemos lá? Informações dos meus horários aqui. :D

Memórias (Especial Dia dos Namorados - extra)

Algumas coisas nós queremos guardar só para nós mesmos

Especial Dia dos Namorados completo - partes:
1 2 3 4 5 6 extra

Uma música que sempre lembra um momento de vocês. Uma piada interna que só vocês entendem. Um restaurante que só vão quando estão juntos. É tão bom ter algo que você compartilha com só uma pessoa. Torna aquilo especial.

Chinelos

O que realmente acontece quando visto meu chinelo de ficar em casa: some na mesma hora


Vejo uma loja de chinelos linda na rua. Entro hipnotizada pelas cores vivas. Escaneio maravilhada todos os modelos. Amo intensamente todas as estampas. Entro em desespero de ter que escolher alguma. Fico confusa com a variedade grande demais. Saio sem comprar nada. Repito o processo indefinidamente.

Obs.: Que comece a guerra: chinelos X chinelas, hahahahahah.


Ficando doente

Como eu realmente me sinto quando fico doente, apesar da dor: é ótimo poder descansar o dia inteiro sem ficar com peso na consciência

Acho que isso funciona no mesmo mecanismo que me faz gostar tanto de dias chuvosos. Eles me dão um motivo justo para ficar aconchegada em casa sem ficar com peso na consciência por não estar aproveitando um lindo dia ensolarado na natureza lá fora.


Bienal do RJ tá chegando!

E o Como eu realmente vai participar, sim, senhor! Quem ainda não conseguiu nossos livros autografados, a hora é agora. O horário oficial da sessão de autógrafos (e abraços ♥) comigo será no dia 7 de setembro, às 14h, no estande do Grupo Autêntica (junto às autoras Bianca Pinheiro, de Bear, e Fefê Torquato, de Gata Garota). Além desse horário, também estarei pela feira em outros dias. Sempre que eu for, aviso no Twitter do @ComoEuRealmente. De qualquer jeito, é só darem uma passadinha no estande do Grupo Autêntica e perguntarem por mim, Fernanda Nia. TÔ DOIDA PRA VER VOCÊS, seus lindos!

Questões filosóficas caninas

Como eu realmente acho que são as questões filosóficas do meu cachorro 

Entre outras questões. "Há vida após o brinquedo enterrado? O rabo que persigo é real ou existe apenas no mundo das ideias? Decido latir durante toda a madrugada por livre-arbítrio meu ou minha escolha foi socialmente construída pela matilha?"

Tirinha irmã da "Questões filosóficas felinas". Sugestão por Eric Sullivan.



Como você acompanha o Como eu realmente? O site e eu atualizamos sempre as nossas redes sociais com tirinhas e besteirinhas diversas. Nos acompanhe por elas para não correr o risco de perder as novidades. (Sério, acho que gasto meu lado mais zoeiro no Twitter, hahahah.)

Página no Facebook
Twitter @ComoEuRealmente
Feed RSS
Perfil pessoal no Facebook (também compartilho o Como eu realmente lá)
Instagram pessoal (tem fotos da Srta. Garrinhas de vez em quando)

Dia dos Pais

O que realmente acontece quando eu peço feliz dia dos pais ao meu pai

Há alguns anos, meu pai comprou uma dessas câmeras de colocar na porta de casa pra ver quem toca a campainha. Instalou-a e, empolgadíssimo, foi testá-la. Só que nossa vizinhança era muito calma, e quase nada passava na frente pra ele ver. Cansado de ficar esperando a bicicleta da entrega da padaria subir a rua, meu pai decidiu instalar a câmera em um lugar mais movimentado. E foi assim que a grande confraternização familiar daquela noite longínqua foi quando todos nos esprememos diante de uma telinha minúscula para assistir ao vivo ao gambá comendo a comida da Srta. Garrinhas na varanda. Um dos momentos mais emocionantes da história da família.

Feliz Dia dos Pais, queridos! Aos que são e aos seus!

Sarcófagos

 

Sabe-se que os antigos egípcios tinham o costume de separar os órgãos dos mortos em pequenos vasinhos depositados junto aos sarcófagos para deixá-los "protegidos" na viagem ao pós-vida. A múmia devia chegar lá do outro lado toda feliz, né, abrindo um monte de presentes. Será que foi daí que surgiu a ideia do Kinder Ovo moderno?

Obs.: Desculpem se fiz alguém perder o apetite, hahahahahah.

Tirinha inspirada por esse tweet do @Tamarutaco:

Romances Perturbadores

Finalmente percebi o quanto esses relacionamentos de livro de romance entre seres imortais de centenas de anos com colegiais menores de idade são perturbadores


Para explorar o amadurecimento psicológico de um personagem imortal, vejo duas vertentes principais que o autor pode escolher. Pela primeira, o indivíduo imortal permanece com a mesma aparência física, mas amadurece e muda de personalidade com suas experiências normalmente. Nesse caso, há grandes chances de ele ver o mundo de uma forma completamente diferente de nós, meros mortais, e muito possivelmente consideraria uma adolescente como uma criança. Já pela segunda, o indivíduo imortal permanece com a mesma personalidade eternamente. Nessa, só me pego imaginando como seria inconveniente para a protagonista do romance aturar um adolescente eterno. Enfim: das duas formas, esse tipo de relação imortal-colegial ainda tem me soado  perturbador. O que vocês acham?


Lançamento: Como eu realmente: vol.2! Saiba onde comprá-lo:
Compre o Como eu realmente: vol.2 no Submarino Compre o Como eu realmente: vol.2 na Saraiva Compre o Como eu realmente: vol.2 na Amazon Compre o Como eu realmente: vol.2 na Americanas
Compre o Como eu realmente: vol.2 na Livraria da Travessa Compre o Como eu realmente: vol.2 no Shoptime Compre o Como eu realmente: vol.2 na Livraria Cultura