• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Lojinha
  • Contato
  • English

Dizendo adeus


Pra completar minha semana com tendinite, segue mais uma tirinha que fiz para um dos concursos do Ideias Ilustradas. Postei essa sozinha porque a acho especial. No início, minha intenção com ela era fazer algo para as pessoas que já tiveram que dizer adeus a alguém. Acabou que no final ela ganhou inúmeros novos significados nos comentários do concurso. De qualquer jeito, não consigo deixar de sentir saudade daquela época doce da infância, quando éramos crianças tão inocentes e ao mesmo tempo tão maduras. 

E pra vocês, o que essa tirinha quis dizer?

16 comentários :

  1. Ownnn que triste! E o pior é que eu lembrei exatamente como me sentia quando ganhava um balão de helio nas feiras e me apegava perdidamente - e eu sempre pedia um de formato de cachorro!! - mas eu não lembro o que eu fazia quando eles começavam a murchar. =( Acho que eu devo ter ficado tão traumatizada que minha memória apagou essa parte! hahahaha


    Amei a Niazinhazinha! ^^

    ResponderExcluir
  2. Tão fofa essa Niazinha versão criança

    ResponderExcluir
  3. Muito fofa a minizinha! Adorei!
    Acho que essa tirinha passa a capacidade de valorizar as coisas corretas.

    ResponderExcluir
  4. Ana Lia Carneiro Bettiol15 de novembro de 2013 18:11

    Adorei, AMEI teu Blog, até coloquei nos favoritos do meu !!!!
    #muitoamor

    Beijocas,

    Ana Lia
    @blogpoderosaderosa

    ResponderExcluir
  5. Isso me lembrou uma história triste onde eu, pela primeira vez tinha ido ao circo, e ganhei um balão. Fiquei com febre no dia seguinte, e a filha da diarista, levada pela inveja, estourou meu balão sem que eu pudesse fazer nada. Um dos momentos mais impotentes da minha vida =(

    ResponderExcluir
  6. hehehe acabou com a magia da tirinha,mas eu ri! =D

    ResponderExcluir
  7. Que cuti cuti a Niazinha pequenina.

    Essa tirinha me fez pensar em muitos "adeus" que temos de dar durante a vida: adeus a brinquedos, animais de estimação, pessoas queridas, momentos,fases que terminam.

    Enquanto escrevo isso, uma lágrima se forma no meu olho direito.

    ResponderExcluir
  8. Ahahha... fora os que estouravam e a gente pegava os restos e brincava de fazer minibolinhas para estourar depois. rsrss

    ResponderExcluir
  9. :-(... essas coisas marcam, mesmo.

    ResponderExcluir
  10. *começara ou começou. ^^ (pra construir um sentido melhor à frase, sei la)
    Parece meio menininha isso, sei la, rs... não to acustumado a sentimentos assim; mas essa tirinha simples me fez pensar...minha namorada, depois de 6 anos de companheirismo e alegrias, começou a ficar triste...

    ResponderExcluir
  11. Que lindo! Foi exatamente assim que me senti quando minha porquinha-da-Índia de estimação morreu. Ela estava muito doente e não queria deixá-la ir, mas acabei entendendo que ela estava sofrendo muito e resolvi me despedir dela. Na manhã seguinte ela estava em paz...

    ResponderExcluir
  12. eu faço isso e sempre um gatinho q eu ganho = ( saudades do sr bigodes

    ResponderExcluir
  13. Comigo era diferente eu gostava de quando ele murchava pra sugar o ar e ficar fazendo sons estranhos. hahahahaha

    ResponderExcluir
  14. aconteceu comigo tmb,eu entendo :,(

    ResponderExcluir
  15. Uma bela metáfora pra relacionamentos e outros aspectos da vida que já cumpriram seu ciclo, mesmo que não estejamos completamente prontos para encerrar esses ciclos.

    ResponderExcluir