• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Contato
  • English

Bienal do Livro


Às vezes me pergunto que distância eu somaria se juntasse cada palavrinha de cada livro que já li uma depois da outra, como se fosse possível calcular de forma racional até onde as palavras já me levaram. Então mudo de ideia e penso que é melhor não saber. A subjetividade faz parte da magia da literatura.


19 comentários :

  1. Meu Deeeeeeeeeus essa sou eu huahauhauahauha

    ResponderExcluir
  2. Qualquer semelhança comigo é mera coincidência, hahahaha! :D

    ResponderExcluir
  3. Na última Bienal eu saí assim. Fora os livros que vc acaba ganhando aqui e alí...

    ResponderExcluir
  4. eu faço a mesma coisa, digo que não vou comprar, porque já tenho muitos não lidos, ou porque está caro, mas sempre saio com várias sacolas por lá rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Eu numa livraria em dia de pagamento ou com limite no cartão de crédito. :D

    ResponderExcluir
  6. Tantas opções e um salário tão curto ç.ç
    Esses eventos chegam a ser cruéis...

    ResponderExcluir
  7. Esse ano já gastei muito com quadrinhos, mas já disse q vou parar... EU JÁ DISSE!!!

    ResponderExcluir
  8. - nem vou comprar muito, já comprei inúmeros mês passado.
    3 min depois
    MUAHAHAHHHAHAHAH QUANTOS LIVROS VOU ME AFOGAR NELES PRA SEMPRE.

    ResponderExcluir
  9. Às vezes, mesmo sendo caro é difícil não sair de um evento desse ou de uma livraria sem pelo menos um livro na sacolinha. Parece quase um crime.

    ResponderExcluir
  10. Quando que você vem pra Fortaleza? Eu não ando com muita sorte com autoras... Hoje, uma das minhas autoras internacionais favoritas veio aqui pra Fortaleza, e eu não consegui vê-la. Adivinha porque? Porque quando tinham só 6 pessoinhas na minha frente, o cara diz que as senhas esgotaram. Assim , também não dá né. Mais azar do que eu impossível.

    ResponderExcluir
  11. dia 31 vc vai estar qual horário, Nia?

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ju! No dia 31 eu vou estar às 16h no Espaço Imaginário em um bate-papo. Nos outros horários, ou estou pelo estande do grupo Autêntica, ou aviso pra onde vou pelo Twitter. Me acha lá! :)

    ResponderExcluir
  13. Oi, Nia. Desculpe por estar sendo meio xiita, mas sinto que o blog está tomando um rumo diferente da proposta central, que é mostrar como as coisas REALMENTE acontecem.
    A caricatura da pilha de livros é engraçada, mas bem distante da sacola com, vá lá, até uns 8 livros.
    Claro que é uma metáfora pra como você se sente. Mas é uma metáfora pra como você SE SENTE, não a ilustração de COMO REALMENTE acontece, que foi o que me cativou nos primeiros anos do blog. Era uma proposta diferente de tudo o que se via e pode ser que estejamos nos dirigindo pra algo mais comum, agora.


    Isso não quer dizer que o blog esteja indo num rumo ruim ou errado, só diferente do que era - e menos diferente de outras tirinhas. E achei que, se ninguém der o toque, isso pode passar despercebido. Daí, fica o toque.
    Eu continuo curtindo seu traço, suas idéias e suas tirinhas, mesmo no novo rumo que as coisas estão tomando.


    Um beijo!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Saim!

    Primeiro, obrigada pelo comentário. É sempre legal saber que alguém acompanha as tirinhas com tanta atenção, de verdade. :)

    E sobre esse "novo rumo". Na verdade, desde os primórdios do Como eu realmente eu já fazia tirinhas meio surreais assim. Em uma das minhas favoritas, do primeiro ano (se não me engano), Niazinha se joga de uma ponte por um Kinder Ovo. Eu diria que o que me guia na hora de criar é mais causar uma quebra de expectativa do que mostrar algo da realidade. O "como eu realmente acontece" tem que ser uma surpresa engraçada ou interessante, só isso. Eu sou uma pessoa bem exagerada, e acho engraçado o drama, hahahahah.

    Mas eu entendi o que você quis dizer. Vou pensar nisso das próximas vezes que criar, resgatando essa pontinha de realidade e "graça por ser normal" sempre que possível.

    De novo, obrigada, e fico feliz que goste mesmo assim. :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. como não amar tantos livros?


    espero que a Bienal seja maravilhosa para você e para seus fãs que puderem ir ♥

    ResponderExcluir
  16. se eu fosse calcular a distancia das palavras enfileiradas que já li, vish... acho que parava em Andrômeda lol

    ResponderExcluir
  17. Acho isso ótimo, porque assim torna a personagem mais humana, com fantasias, desejos e sentimentos. Deve continuar inovando sim, porque o novo é bom. Estou sempre acompanhando e não acho que esteja tão distante da proposta original, eu vejo tirinhas tanto da realidade exterior, como era antes que ele se refere, quanto interior da Niazinha, como está essa ai.

    ResponderExcluir