• Tirinhas
  • Personagens
  • Livros
  • Curiosidades
  • Na mídia
  • Autora
  • Contato
  • English

Macarrão

 

"(...)Apertei-me contra o fundo da mesa. Eles nunca me encontrariam. Não ali embaixo. Não naquele escuro. 

Um ta-ta-ta-ta-ta frenético cortou a noite. As árvores rufaram com a chegada do helicóptero. Seu farol invadiu a janela do meu quarto. Sim, eles estavam vindo. E traziam a minha punição. Como eu era idiota! Eu nunca devia ter comprado a sua ira! Eu nunca devia ter publicado aquela tirinha! Eu nunca devia ter admitido em alto e bom som que eu pegava a faca e cortava o-...

POW. A porta foi violentamente arrombada. Os italianos haviam me encontrado. Aquele seria o meu fim.(...)"

- "As Crônicas de Niazinha: um país, uma faca e um macarrão", p. 127. Rio de Janeiro, 2013. Romance não publicado porque não existe.

53 comentários :

  1. Jéssica Raíssa Barbosa22 de setembro de 2013 21:34

    Achei que era só eu =P

    ResponderExcluir
  2. hahahahahaha Não sei com qual eu me divirto mais, com as tiras em si ou com os escritos finais! XD

    ResponderExcluir
  3. Eu não como assim, prefiro me sujar toda e-e

    ResponderExcluir
  4. Eu como com colher, me julguem T-T

    ResponderExcluir
  5. A cada vez que vc corta macarrão, um italiano morre. XD husahsuhaus Adorei!!!

    ResponderExcluir
  6. Não entendo qual a função da colher >_>

    (Não me julguem plix D: )

    ResponderExcluir
  7. Eu compraria o livro As Crônicas de Niazinha: um país, uma faca e um macarrão . Além das ótimas tirinhas, você escreve muito bem!

    ResponderExcluir
  8. "Romance não publicado porque não existe."
    Sério, eu amo esse site.

    ResponderExcluir
  9. Eu enrolo todo o macarrão, e também quando sugo espirra molho por todo lado T.T

    ResponderExcluir
  10. é pra poder enrolar o espaguete sem ter q raspar o garfo no prato, pq pode incomodar as pessoas

    ResponderExcluir
  11. Sthefanie Pereira Jorge22 de setembro de 2013 22:03

    huahauhauahuahauhauah
    Já brigaram comigo pq eu cortava o macarrão ao invés de enrolar! xD

    ResponderExcluir
  12. E por isso eles estão atrás de mim. Mas não posso dizer mais que isso sem te comprometer também. Preciso fugir sozinha, Paula. Torça por mim. E tenha cuidado - muito cuidado!

    ResponderExcluir
  13. Rafael tem razão, mas fazer isso com Macarrão é mesmo uma heresia! (obs:sou de família italiana / obs2:a máfia já localizou sua casa)

    ResponderExcluir
  14. Poxa, pensei que vc ia comer que nem eu, que pego um tequinho e vou chupando o resto, e no fim parece que tenho sardas de tanto molho de macarrão na cara srsrsrs

    ResponderExcluir
  15. Você escreve bem, deveria realmente escrever os livros com os contos épicos da Niazinha, um livro, não um HQ, tenho vontade de imaginar como seria rs. Mas sério, acho que venderia bem.

    ResponderExcluir
  16. Eu só enrolo no garfo e pronto :o

    ResponderExcluir
  17. Eu sou de família italiana, e se meus antepassados descobrissem que eu quebro o macarrão antes de cozinhá-lo, eu provavelmente estaria com problemas maiores do que a Niazinha.

    ResponderExcluir
  18. obs3: atende logo a porta

    ResponderExcluir
  19. Cortar macarrão não dá, Niazinha! Poxa =(

    ResponderExcluir
  20. Muito boa a tirinha, mas dessa vez o texto final foi melhor.
    Muito bom niazinha, espero que vc faça tirinhas cada vez melhores.

    ResponderExcluir
  21. Ô Niazinha, sonhei contigo! E dizia "ah eu sou a Lu, comentei no seu blog duas vezes", e você super lembrava quem eu era!
    E digo ainda que o D. Canelone e a mafia do fusilli devem te deixar comer com facas!

    ResponderExcluir
  22. Que amor! Talvez não tenha sido um sonho, Lu. Talvez tenha sido verdade, e o pessoal do A Origem está tentando apagar essa memória de nós. Pense nisso.

    ResponderExcluir
  23. Na verdade eu até escrevi um livro (sem a Niazinha) e estou procurando uma editora pra publicação, mas evito falar muito com as pessoas pra não gerar expectativas. Mas obrigada pelo apoio, Priscila! :)

    ResponderExcluir
  24. http://kdp.amazon.com/ ;)

    EU compraria, #fato.

    ResponderExcluir
  25. Niazinha... se voce escrever um livro com essa história... eu leio

    ResponderExcluir
  26. Obrigada pelo apoio e pela diga, Roberto. <3

    ResponderExcluir
  27. Letícia Oliveira Santana23 de setembro de 2013 11:34

    Nossa, Niazinha. Parece que você me espiona O: ! Eu faço igualmente uhahuahua

    ResponderExcluir
  28. Se cada vez que você corta macarrão um italiano morre, não seria mais fácil você sempre andar com um pacote de macarrão e uma faca? Assim quando a máfia italiana te achar é só ameaçar cortar o macarrão.

    ResponderExcluir
  29. A gente percebe que pessoa le artigo de mais ou já fez muitos trabalhos universitários quando elas fazem a citação bibliografica corretamente

    ResponderExcluir
  30. Adorei a citação do livro que não existe!

    ResponderExcluir
  31. DDD: pronto nunca mais vou dormir a noite. Certo que os italianos contrataram eles!!!

    ResponderExcluir
  32. Da série "comprando uma vendeta com a máfia calabresa"...

    ResponderExcluir
  33. Niazinha, eu não sei o que vc usa pra escrever esses textos, mas vou querer duas unidades! HAHA

    Amei amei amei infinitamente o texto *-* essa vai pro rol de tirinhas que me faz reler dez vezes por semana !

    ResponderExcluir
  34. Parabéns pelo site! Eu adoro as suas tirinhas. Eu também corto o macarrão para comer! No meu caso só faço em casa, acredito que pior mesmo que italianos, é minha flagrar :D

    ResponderExcluir
  35. kkkkkkkkkkkkkkkk O texto foi melhor que a tirinha. Se inspirou com o clima da Bienal?

    ResponderExcluir
  36. Amei as Cronicas de Niazinha! Quero Mais!!! :D
    Obrigada pelas ótimas tirinhas, por ser fofa com os leitores e por nos divertir :D

    ResponderExcluir
  37. Suas tirinhas e comentários são muito bons mesmo. Esse textinho que você escreveu, o jeito com que você escreveu achei bem semelhante com o jeito de contar histórias da Marian Keyes. Os livros dela são super hilários, acho que você deveria mesmo escrever um livro sobre esses personagens. Tenho certeza que faria o maior sucesso. Quem sabe você não publica tantas livros quantos a Marian Keyes já publicou? Boa sorte ;)

    ResponderExcluir
  38. Meus Deus!! Já matei muitos italianos... Só espero que a próxima não seja meu pai :p

    ResponderExcluir
  39. desculpa ser chata, mas já sendo, mas a referencia bibliográfica está errada... faltou o sobrenome seguido do nome do autor anteriormente do título do livro.... :p Porem, já está melhor do que muuuuita gente :D

    ResponderExcluir
  40. é... tirando isso ta certo.
    e vlw a correção, sem mais erros em trabalhos.

    ResponderExcluir
  41. Podia escrever msm um livro e colocar a Srta Garrinhas na capa, aposto que virava best seller :P

    ResponderExcluir
  42. Meu deus, eu faço isso! Mas é só com o miojo, corro risco da máfia italiana vir na minha casa me pegar?

    ResponderExcluir
  43. néé nn , éé muitooo bommm
    #recife :))

    ResponderExcluir
  44. Nia, parabéns!!! Acompanho o site há tempos e cada vez mais me surpreendo com tanta criatividade!! Vc é demais!!
    E por favor, publique "As Crônicas de Niazinha"!! haha

    ResponderExcluir
  45. " "As Crônicas de Niazinha: um país, uma faca e um macarrão", p. 127. Rio de Janeiro, 2013. Romance não publicado porque não existe." Isso deveria existir, parece muito leal, eu leria sem soltar nem um segundo...

    ResponderExcluir
  46. Essa é, definitivamente, uma das melhoooooores !
    kkkkk
    Adoooro!

    ResponderExcluir
  47. Eu também compraria! Me avise quando lançar ;)

    ResponderExcluir
  48. Desculpe comentar tão tarde, mas... Não tem do que se envergonhar! Com farinha é o melhor jeito de comer o dito-cujo!

    (Agora, cortando macarrão... perde toda a graça de comer! O negócio é ver enquanto ele vai se enrolando no garfo --muito embora nunca me acertei com a colher e acabo apoiando o bicho no prato, mesmo!)

    ResponderExcluir
  49. No caso do miojo, o risco é com a máfia japonesa! Cuidado com a YAKUZA!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  50. Edward Thomas Phantom17 de junho de 2015 21:12

    poxa nia, pára de bobeira, escreve esse livro logo e publica pela agbooks, lá tu não paga nem tem tiragem minima, povo compra por demanda e eles imprimem por demanda. se bobear em uma semana já teria um livretinho pronto. poxa, eu quero um livro desses, mas esperar até uma editora produzir e depois vc tentar vender a produção é tenso...

    ResponderExcluir