Finais tristes


Eu sei que precisa haver um equilíbrio. Quanto mais o autor nos faz sofrer durante a história, mais felizes ficamos nos momentos bons. Mas quando o final é triste, sinto que o leitor sai no prejuízo. Aí fico sem entender como pode alguém dizer que gosta especificamente de histórias com final triste. Por que, ela sente prazer com a dor? Ou rola um schadenfreude e a pessoa fica feliz ao ver que a vida dela é tão melhor que a daqueles personagens sofrendo? Não sei. Pra mim, de tristeza e terror já basta a nossa realidade.

37 comentários :

  1. Desculpa, Nia, se te fiz sofrer! Eu prometo que um dia meus vilões vão se dar mal! hahahahaha

    ResponderExcluir
  2. Com certeza. Quando eles já tiverem destruído todo o universo, não vai sobrar ninguém pra fazer sofrer. Aí eles ficarão tristes sim. :)

    ResponderExcluir
  3. Final triste por ser triste eu também não gosto, mas geralmente os autores fazem esse tipo de coisa para passar uma mensagem que seria impossível de ser transmitida com um final feliz. A morte e/ou infelicidade de um personagem muitas vezes serve como motor para o desenvolvimento de outros, e também como uma engrenagem para mudar o rumo da história. Há também casos em que o motivo para esse tipo de desfecho é mostrar como a vida pode ser cruel, mas que isso não nos impede de encontrar uma maneira de continuar. Enfim, contanto que haja um propósito, acho que o final triste vale a pena sim, e "ensina" mais coisas ao leitor do que o final feliz. Mas é verdade que a sensação de satisfação que o "e todos viveram felizes para sempre" nos traz é muito boa, principalmente naqueles momentos em que você está meio desanimado(a) e quer se sentir melhor.
    Aliás, é interessante como a literatura pode ser ruim e boa ao mesmo tempo. Acho que o exemplo mais recente que eu tive disso foi ao ler o livro "O Perfume", do Patrick Süskind. A história é extremamente pertubadora, o protagonista é antipático, e eu me senti mal muitas vezes durante a leitura. Mas ao terminar o livro não pude deixar de admitir que aquele foi um dos melhores livros que eu li nos últimos tempos. Isso porque aquele mal estar todo não está lá à toa; ele te faz pensar, ele transmite ideias. Fiquei pensando nesta história por muito tempo após acabar a leitura, o que nem sempre acontece com os finais felizes. Mas é verdade que esse não é um tipo de livro fácil de digerir; tive que ler uns 10 livros de aventura/fantasia para me recuperar do baque depois, huehuehue. Não é o tipo de leitura que eu faço sempre, justamente por causa desse impacto emocional negativo, mas vale a pena encarar de vez em quando.

    ResponderExcluir
  4. Final triste é bom e ruim. É bom porque não acaba do jeito que você achou, você não sabia do final. É ruim porque é triste.

    Visite o blog | Etc For Me ♥

    ResponderExcluir
  5. Eu não sou fã de finais tristes, porque me apaixono pelos personagens e não gosto de vê-los sofrendo. Mas também não tenho necessidade de vê-lo felizes para sempre como nos contos de fada. Para o bem ou para o mal, final bom é final bem trabalhado. Não gosto daqueles finais que a autora mata geral só pra dizer que não foi um felizes para sempre - ou coloca o vilão virando uma florzinha só não ter que matar alguém. Isso me irrita muuuito.

    Beijos, Luu
    http://degradeinvisivel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Huuum, é verdade. Boa análise, Angelica! Como sempre. :)

    ResponderExcluir
  7. Eu realmente curto historias com o final triste, mas historias BOAS com finais relativamente tristes, por que mostra que não é só porque o personagem é protagonista ou bonzinho ele se torna inatingível.
    Também acho que quando ocorre alguma coisa de ruim e inesperada o personagem se torna mais profundo e a historia mais envolvente, sei lá mais eu realmente ODEIO quando um personagem faz todo tipo de burrada na historia e sempre sai ileso de tudo sem nenhuma consequencia das suas ações igual as mocinhas dos romances da meg cabot (nada contra ela, é claro).

    ResponderExcluir
  8. *Off topic total*: Depois de zilhões de anos visitando este blog, essa semana eu finalmente percebi que o símbolo que aparece na aba do meu navegador quando eu acesso o "Como eu realmente..." é o olho da Niazinha. Agora toda vez que eu olho para a aba eu me sinto estranhamente tensa, como se alguém estivesse me observando pelo buraco da fechadura (sim, já me disseram que eu sou doida. Infelizmente eu não me lembro onde foi que eu perdi os parafusos que me faltam, então não há nada que eu possa fazer sobre o assunto, rss).

    ResponderExcluir
  9. Eu acho que autor bom consegue ser criativo e surpreendente com final feliz. E sim, fujo de finais tristes também.

    ResponderExcluir
  10. Tinha acabado de ler A Esperança dos Hunger Games quando escreveu a tirinha? Alguns finais tristes fazem sentido, mas não precisa ser tão terrível!

    ResponderExcluir
  11. Priscila Alexandre26 de janeiro de 2014 21:04

    Eu sempre achei que era uma frutinha o_o

    ResponderExcluir
  12. Eu achei que fosse um inseto. Heuheuheu

    ResponderExcluir
  13. Não leia Divergente. Apenas, não leia.

    ResponderExcluir
  14. Vide o final de A Trilogia do Mago Negro - Uma semana de depressão!

    ResponderExcluir
  15. Li uma HQ brasileira chamada Holy Avenger, e esta termina com a vitória dos vilões (ao menos boa parte dos vilões consegue o que querem) ainda que isso não prejudique a felicidade dos mocinhos. E achei essa uma das maiores sacadas da literatura, pois o autor depois explica em carta, que esse fim é um convite ao surgimento de novos heróis, que venham a reverter isso.

    ResponderExcluir
  16. Eu achava (meio inconscientemente, pois nunca prestei a devida atenção) que era um coração "realista"... '-' #minhavidaéumamentira

    ResponderExcluir
  17. Normalmente eu gosto de finais tristes, o impacto é mais forte e dependendo do livro, isso fica contigo por um bom tempo. Final feliz é o que esperamos e já estamos acostumados, quando não acontece, é algo fora do normal, fora das expectativas. Fora que a morte é onde o personagem mostra o quanto digno é. Claro, o autor tem que fazer épicamente bem, se for só por não achar outra saída pra história ou por causa da popularidade do vilão ser maior que a do principal, não é legal.
    Isso no final de um livro. E quando isso acontece em um jogo? Tu upa o personagem com tanto carinho, luta com todas as suas forças e vê que no final não tem jeito... A sensação é muito pior! Ainda estou com a morte do meu personagem favorito presa na garganta haha. Não foi legal, mas foi necessário. Mesmo sabendo que ele ia morrer, lutei com todas as minhas forças, usando todos os itens possíveis, com esperança até o finalzinho e mimimi </3

    ResponderExcluir
  18. Pior quando o jogo é um RPG de trocentas horas e o personagem morre do meio para o final. Você investe seu tempo para fazer ele subir de level, seu dinheiro para comprar novos equipamentos... E puff! Vai tudo para o ralo. Nesses casos eu não sei se fico mais triste pelo personagem ou pelo tempo/dinheiro perdido, rss.

    ResponderExcluir
  19. Que bom que vocês repararam! <3


    De tempos em tempos eu também tiro o movimento da Niazinha no banner principal e, alguns meses depois, coloco de novo. Aí fico vendo o pessoal se assustar e me divirto. :D

    ResponderExcluir
  20. Eu já tinha reparado no movimento do banner, mas sempre achei que quando ele não se mexia era por falha do meu navegador, rss.

    ResponderExcluir
  21. Quando eu vi o final de H.A. eu fiquei com a cara de "Minha vida é uma mentira" + "esse é o final mais dahora que les podiam fazer"

    ResponderExcluir
  22. A Esperança nem teve um final triste decente, foi só uma desgraceira desnecessária. Aposto que o título é irônico.

    ResponderExcluir
  23. Tens uns finais tristes tão desnecessários. Às vezes, o autor mata um personagem só pra forçar a barra e fazer chorar. Nicholas Sparks é mestre. Li um livro dele que AMEI, personagens ótimos, e ninguém morreu no final. Fiquei contente. Daí ele lança a continuação e mata o protagonista. Que. Raiva.

    Tem um outro livro que também gosto muito e o autor também mata um personagem ÓTIMO. Passa uma mensagem, sabe, mas ainda assim... Se o autor tivesse me pedido sugestão, juro que eu teria dado outras trocentas formas de passar a mensagem sem ter que matar ninguém.

    ResponderExcluir
  24. A mocinha ficou cega, o cara de quem ela gostava perdeu a perna e o cachorro morreu... hmm... I see what you did, Niazinha...

    ResponderExcluir
  25. Hum? Isso aconteceu em algum lugar? Você é a segunda pessoa que sugere isso, mas eu juro que joguei as desgraças aleatoriamente na tirinha.

    ResponderExcluir
  26. a pior frustração da minha vida D: (e olha que Harry Potter me frustrou muito também) mas esse eu me arrependi MUITO de ter perdido meu tempo

    ResponderExcluir
  27. Meu Deus, imagine, pelo que me toma? *anotando a ideia* hahahahaha ^^

    ResponderExcluir
  28. Na verdade, sim! Bem, não acontece tudo isso em um mesmo livro, nem em livros de um mesmo autor, mas acontece sim em algum lugar, haha! Só não sei se eu falo que lugar é esse ou não. Eu detesto spoilers, então tbm não dou spoilers pras pessoas

    ResponderExcluir
  29. Brunoalfuro Darkbourne31 de janeiro de 2014 01:03

    No começo, eu achei que era uma almôndega, mas ai eu vi que era um olho. (sim, eu sou retardado).

    ResponderExcluir
  30. foi assim que eu me senti quando li "em chamas"..."the twelve district no longer exist"

    ResponderExcluir
  31. Eu achava que era uma bomba, tipo do campo minado do PC '-'

    ResponderExcluir
  32. Se a Fernanda tivesse feito a tirinha sobre interpretação depois dessa, poderia ter usado o ícone da aba do navegador no lugar do captcha, huehuehue

    ResponderExcluir
  33. A menina que não sabia ler me deixou maluca.. o texto seguia uma linha e do nada KABUM... sério fiquei frustrada.

    ResponderExcluir
  34. Eu fico assim mesmo tendo esses ataques. Só que sempre leio as 4 ultimas paginas pra entender. kkk

    ResponderExcluir
  35. Isso costuma rolar comigo com filmes tbm...quando vi e o vento levou...tipo depois de 4h aquele final quase dei um tiro na cabeça!!

    ResponderExcluir
  36. Porquê Eragon? Porque não ficas-te com a Arya?!

    ResponderExcluir